FacebookYoutubeRSSPartilhar

Os Cogumelos

Os cogumelos, tal como os conhecemos são a parte visível de um fungo oculto, o micélio, geralmente subterrâneo e que se constitui como seu aparelho reprodutor. Vivem da decomposição da matéria vegetal morta em associação simbiótica com as espécies arbóreas. 

A imensa variedade destes macrofungos tem a ver com a diversidade e a natureza do coberto arbóreo a que se associam mas também, naturalmente, com as condições edafo-climáticas do local.

Aos extensos carvalhais, soutos e pinhais da Terra Fria estão associados diversos tipos de cogumelos úteis para outros fins, por exemplo, na indústria farmacêutica. A sua colheita constitui já um valor acrescentado com algum significado, na economia rural, designadamente dos cogumelos comestíveis, que são exportados em grande escala.

Destes salientamos alguns de considerável valor económico como as pinheiras (Lactarius deliciosus), os tortulhos ou míscaros amarelos (Tricholoma equestre) e os boletos (Boletus pinophilus), nos pinhais, ou as amanitas dos Césares (Amanita caesarea), as carneiras (Hydnum rufescens), as línguas de vaca (Fistulina hepatica), os boletos (Boletus reticulatus e Boletos edulis) e os cantarelos (Cantharellus cibarius), nos soutos, castinçais, carvalhais e outros povoamentos de folhosas.