FacebookYoutubeRSSPartilhar

Casa da Corujeira, anexos agrícolas e logradouro

Chart?chst=d map spin&chld=0
Slideshow
  • 2.3.1.27a casa da corujeira 1 1024 2500
  • Vinhais   casa nobre corujeira 1 1024 2500
  • Brasao casadacorujeira 1 1024 2500
Casa da Corujeira é um edifício barroco de dois pisos, dotado de capela privada. Foi originalmente propriedade da família Morais Sarmento e Campilho. É um solar de proporções modestas e, apesar da estreita via em que se implanta, detém acentuado impacto cenográfico e urbanístico, na medida em que a fachada principal se desenvolve em aparatosa frontaria de prolongamento longitudinal. O acesso ao interior é feito por porta axial de verga reta, ladeada por seis janelas retangulares, três de cada lado.
 
 
De mais luxuoso acabamento é o andar nobre, marcado por sete portas retas, abertas em posição axial sobre os vãos do piso inferior e protegidas por
gradeamento de ferro, numa continuidade simétrica digna de nota. O alçado termina em frontão axial, que dota o conjunto de relativa verticalidade. Em data posterior, foi acrescentado um terceiro andar ao conjunto, marcado por seis janelas, que mantêm os eixos verticais de simetria, mas cuja feição quadrangular contraria a disposição retangular dos vãos inferiores. Do lado sul destaca-se a varanda típica transmontana, de estrutura em madeira.
 
 
A capela é dedicada a Nossa Senhora da Oliveira e ostenta aparatosa fachada de três andares, na origem elevando-se o coroamento acima da frontaria do próprio solar. O templo exibe um vocabulário rococó qualitativamente relevante em termos regionais, com portal inscrito em moldura recortada, a que se sobrepõe amplo janelão lobulado. A empena é em vertical frontão contracurvado e interrompido, com nicho no tímpano para a imagem do orago.
 
Classificação
EVC - com Despacho de Abertura; Anúncio n.º 13489/2012, DR, 2.ª série, n.º 189 de 28-09-2012
Pontuação
Ainda não tem opiniões registadas
Total de Visualizações
2948 visualizações