FacebookYoutubeRSSPartilhar

Centro de Arte Contemporânea Graça Morais

Chart?chst=d map spin&chld=0
Slideshow
  • Centro arte contempor nea 1 1024 2500
  • Centro arte contemporanea 5  medium  1 1024 2500
  • Centro arte contemporanea 4  medium  1 1024 2500
  • Centro arte contemporanea 2  medium  1 1024 2500
  • Dsc00107  small  1 1024 2500

O Centro de Arte Contemporânea está instalado em pleno centro histórico de Bragança, ocupando um edifício do Sec. XVIII, onde funcionou a delegação do Banco de Portugal até 1993.


O projeto foi concebido pelo arquiteto Eduardo Souto Moura, que aproveitou o antigo imóvel, acresecentando-lhe um novo volume em perfeita sintonia com o existente. De salientar o jardim e esplanada, ideias para momentos de descanso e contemplação.


Resultante de decisão unânime tomada em Reunião de Câmara foi posteriormente atribuído ao equipamento o nome da pintora transmontana Graça Morais, firmado num protocolo de Cooperação e Contrato de Comodato, celebrado a 25 de Abril de 2007.


Numa arquitectura, onde o branco é tom dominante e cada pormenor denuncia a assinatura do autor, ganham dimensão uma multiplicidade de espaços como a zona de recepção, a livraria, o bar/cafetaria, a esplanada, o jardim, sete salas dedicadas à obra da pintora Graça Morais, salas de serviço educativo, gabinetes de trabalho, sala de reuniões, galeria de exposições temporárias, balneários, oficinas, zona de recepção de obras, a reserva de colecção e a grande nave de exposições temporárias.


“Desenho e pintura 1982 – 2005” da colecção Graça Morais e “As cores não dizem nada”, de Gerardo Burmester foram os primeiros projectos artísticos a ocupar os espaços expositivos do Centro de Arte.

Morada

R. Abílio Beça, 105 | 5300 -011 Bragança

Telefone
273 302 410
Horário

De Terça-Feira a Domingo:
Manhã: 10h00 - 12h30
Tarde: 14h00 - 18h30
Encerra à segunda-feira

Pontuação
Ainda não tem opiniões registadas
Total de Visualizações
3206 visualizações

Sugestões